domingo, 6 de julho de 2008

Quando O Amor Fica


















Assim que o frio apontar
Recheando nossa cama de gelo
Aparecerei
Com toda força
E verás pela cortina
Que voltei aqui...

Assim que o tempo fechar
Escurecendo o quarto
Aparecerei
E verás refletindo
Entre vasos de rosas
Que nunca o abandonei.

Assim que todos forem embora
Deixando seu pranto enlouquecer
Aparecerei
Com todo o lírio do campo
Ardendo como sol
Dizendo que...

O amor sempre fica.

Alma Bela

Um comentário:

Sarau on line....♪♪♪ ♪♪ ♪ disse...

Cada dia que passa,vc escreve melhor,apesar da minha suspeita em falar,adoro oq vc escreve.

PARADA CARDÍACA


Essa minha secura
essa falta de sentimento
não tem ninguém que segure,
vem de dentro.

Vem da zona escura
donde vem o que sinto.
Sinto muito,
sentir é muito lento.

Paulo Leminski


Quem sou eu

RAZÃO DE SER Escrevo. E pronto. Escrevo porque preciso, preciso porque estou tonto. Ninguém tem nada com isso. Escrevo porque amanhece, E as estrelas lá no céu Lembram letras no papel, Quando o poema me anoitece. A aranha tece teias. O peixe beija e morde o que vê. Eu escrevo apenas. Tem que ter por quê? Paulo Leminski